Técnicos mais novos ou mais experientes: quem foi melhor no Brasileirão 2017?

Técnicos mais novos ou mais experientes: quem foi melhor no Brasileirão 2017?

Os recentes trabalhos de sucesso de treinadores como Jair Ventura, Roger Machado, Zé Ricardo e Fábio Carille chamaram a atenção do público especializado em futebol: treinadores da chamada “nova geração” vêm realizando trabalhos consistentes e ganhando cada vez mais espaço no cenário do futebol brasileiro.

Mas e no Campeonato Brasileiro de 2017, houve diferença no aproveitamento entre técnicos mais jovens e mais experientes?

Separamos os técnicos em 3 faixas etárias, excluímos aqueles com menos 10 jogos comandando algum clube no Campeonato Brasileiro e então calculamos o aproveitamento médio entre eles. O resultado ficou assim:

  • Entre 37 e 50 anos: 45,5%
  • Entre 51 e 60 anos: 46,4%
  • Acima de 60 anos: 46,5%

Como vocês puderem notar, não houve diferença considerável de aproveitamento de acordo com a idade dos treinadores, já que tivemos técnicos jovens e experientes indo muito bem, outros não tão bem assim…

Deixando a comparação entre grupos e partindo para uma análise mais detalhada dos membros de cada grupo (com o objetivo de identificar com maior facilidade quais treinadores se destacaram em quais faixas etárias), montamos um gráfico de dispersão que, baseado na comparação entre desempenho e idade, nos ajudou a distribuir os técnicos do Campeonato Brasileiro de 2017 pelas seguintes categorias:

Promissores

NomeClube(s)IdadeAprov.Jogos
Fábio CarilleCorinthians4463,2%38
Alberto ValentimPalmeiras4357,6%11
Zé RicardoFlamengo e Vasco4754,3%35

Consolidados

NomeClube(s)IdadeAprov.Jogos
Renato GaúchoGrêmio5554,4%38
CucaPalmeiras5554,3%27
Mano MenezesCruzeiro5650%38

Veteranos em Alta

NomeClube(s)IdadeAprov.Jogos
Oswaldo de OliveiraAtlético-MG6759%13
Levir CulpiSantos6558,7%25
Paulo César CarpegianiBahia6952,8%12

Veteranos em Baixa

NomeClube(s)IdadeAprov.Jogos
Abel BragaFluminense6541,2%38
Vanderlei LuxemburgoSport6640,5%28
Marcelo OliveiraCoritiba6336,4%22

A seguir apresentamos o gráfico de dispersão utilizado para enxergar essa classificação gerada. Em azul escuro está o grupo dos técnicos mais jovens, em azul claro o grupo entre 50 e 60 anos em cinza os treinadores acima dos 60 anos. Clique nos pontos para ver os detalhes de cada técnico e perceba que há praticamente o mesmo número de treinadores acima e abaixo da linha do aproveitamento médio do campeonato nas três faixas etárias, o que demonstra o equilíbrio que citamos.

 

Esperamos que este post tenha sido útil para o entendimento do desempenho dos treinadores no Campeonato Brasileiro 2017. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *