E se o ranking da Conmebol utilizasse os critérios do ranking da UEFA?

E se o ranking da Conmebol utilizasse os critérios do ranking da UEFA?

Você sabe como são definidos os grupos da Liga dos Campeões e da Libertadores? Basicamente os organizadores (UEFA e Conmebol) utilizam o seu respectivo ranking de pontos e distribuem os clubes classificados em 4 potes. De acordo com a pontuação no ranking, os times são colocados em potes melhores, evitando assim confrontos muito complicados já na 1ª fase. Mas você sabe quais são os critérios utilizados pelo ranking da UEFA e pelo ranking da Conmebol para definir estas pontuações?

O Ranking da UEFA considera o desempenho das equipes nas últimas 5 temporadas. Explicando resumidamente, ele dá pontos aos clubes de acordo com o avanço nas competições europeias (Liga dos Campeões e Liga Europa) e também por vitórias. Você pode consultar o ranking da UEFA e o sistema de pontos completo acessando este link.

Já o Ranking da Conmebol utiliza 3 critérios básicos:

  • Desempenho na Libertadores nos últimos 10 anos;
  • Coeficiente de acordo com desempenho na história da Libertadores;
  • Títulos nacionais nos últimos 10 anos.

Você pode consultar o ranking da Conmebol Libertadores 2018 clicando aqui.

Como vocês perceberam, o ranking da Conmebol tem alguns pontos questionáveis com relação ao ranking da UEFA:

  • Não considera o desempenho dos clubes na Copa Sul-Americana (a UEFA considera os seus dois campeonatos, Liga dos Campeões e Liga Europa);
  • Favorece demais as equipes tradicionais através do coeficiente histórico;
  • Utiliza um período de 10 anos, o dobro do período utilizado pela Uefa (5 anos).

Por apresentar estas diferenças, decidimos calcular como ficaria o ranking da Conmebol caso ele utilizasse os mesmos critérios do ranking da UEFA.

Critérios de pontuação utilizados

O conceito básico utilizado no levantamento das estatísticas e nos cálculos do estudo foi realizar a correspondência entre os pontos concedidos pela Liga dos Campeões (que passaram para a Libertadores) e os pontos concedidos para a Liga Europa (que foram dados para a Copa Sul-Americana). Algumas adaptações foram necessárias pois as competições possuem fases distintas. Lembrando que, de forma idêntica ao ranking da UEFA, só foram considerados os resultados dos últimos 5 anos da Libertadores e da Copa Sul-Americana.

Abaixo listamos os critérios de pontuação do que seria o “novo ranking da Conmebol”:

Sistema de pontos atribuídos na Copa Libertadores (2013-2017)

  • Eliminação na primeira pré-eliminatória – 0.5 pontos
  • Eliminação na segunda pré-eliminatória – 1 ponto
  • Bônus de presença na fase de grupos – 4 pontos
  • Bônus de presença nas oitavas-de-final – 4 pontos
  • Vitória em jogo da fase de grupos ou mata-mata – 2 pontos
  • Empate em jogo da fase de grupos ou mata-mata – 1 ponto
  • Bônus adicional ao avançar para oitavas, quartas, semifinal e final – 1 ponto em cada fase

Sistema de pontos atribuídos na Copa Sul-Americana (2013-2017)

  • Eliminação na primeira eliminatória – 1 ponto
  • Eliminação na segunda eliminatória – 1.5 pontos
  • Vitória a partir da fase 16 avos-de-final – 2 pontos
  • Empate a partir da fase 16 avos-de-final – 1 ponto
  • Bônus adicional ao avançar para quartas, semifinal e final – 1 ponto em cada fase

 

Resultado: o ranking da Conmebol pelos critérios da UEFA

Feitos todos os cálculos das últimas 5 edições da Libertadores e da Copa Sul-Americana de acordo com os critérios acima, temos então os 3 melhores clubes brasileiros neste “novo ranking da Conmebol”:

 

ranking da conmebol últimos cinco anos

Abaixo está o ranking completo com todos os clubes, suas pontuações e a variação com relação ao ranking atual da Conmebol (até o 50º colocado):

Ranking Conmebol 2018 usando critérios do Ranking da Uefa

PClubePontosDif.
Atlético Nacional (COL)118

+3

River Plate (ARG)111

-1

Atlético-MG (BRA)110

+4

Independiente Santa Fé (COL)101

+17

Grêmio (BRA)89

-2

Emelec (EQU)88

+8

San Lorenzo (ARG)80,5

+3

Boca Juniors (ARG)80

-6

São Paulo (BRA)77

-1

10ºLanús (ARG)75,5

+5

11ºThe Strongest (BOL)64

+15

12ºCerro Porteño (PAR)64

+6

13ºLibertad (PAR)64

+11

14ºNacional (URU)63,5

-9

15ºCorinthians (BRA)62

-3

16ºRacing (ARG)48,5

+17

17ºGuarani (PAR)48,5

+11

18ºVélez Sarsfield (ARG)48

+2

19ºOlímpia (PAR)47,5

-10

20ºBarcelona (EQU)46,5

-1

21ºIndependiente del Valle (EQU)46,5

+8

22ºPalmeiras (BRA)46

0

23ºHuracán (ARG)45,5

+33

24ºCruzeiro (BRA)44

-11

25ºBolívar (BOL)43

-2

26ºEstudiantes (ARG)41,5

-9

27ºFlamengo (BRA)41

+8

28ºPeñarol (URU)41

-22

29ºNacional (PAR)38

+8

30ºDefensor (URU)37

+6

31ºArsenal (ARG)37

+18

32ºAtlético-PR (BRA)36

+18

33ºChapecoense (BRA)35

+56

34ºSporting Cristal (PER)34

-2

35ºUniversidad de Chile (CHI)34

-10

36ºNewell's Old Boys (ARG)33

+3

37ºFluminense (BRA)32,5

+1

38ºIndependiente (ARG)32

-7

39ºBotafogo (BRA)31

+2

40ºToluca (MEX)30

+13

41ºTigres (MEX)30

-7

42ºInternacional (BRA)29,5

-26

43ºReal Garcilaso (PER)27,5

+25

44ºRosario Central (ARG)26,5

-2

45ºMontevideo Wanderers (URU)24,5

+25

46ºTijuana (MEX)24

+23

47ºSantos (BRA)24

-36

48ºDeportivo Táchira (VEN)24

-2

49ºPumas (MEX)24

+2

50ºPonte Preta (BRA)23,5

S/R

Curiosidade: pelo nosso ranking da Conmebol com critérios do ranking da UEFA, vejam a dificuldade do possível grupo 4 da Libertadores para o Flamengo (lembrando que o Independiente Santa Fé ainda precisa avançar na pré-Libertadores).

possível grupo do flamengo na libertadores

Pelos resultados no futebol da América do Sul nos últimos 5 anos, o Flamengo pode ser tratado como “zebra” neste grupo.

O que você achou deste ranking, mais justo? Qual metodologia de pontuação você prefere: da UEFA ou da Conmebol? Deixe seu comentário aqui no blog ou nas nossas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *